Endorfina no parto: o hormônio da felicidade

Quando se fala em parto, principalmente aqui no Brasil, logo se pensa em dor e sofrimento. Tem gente que já pensa logo que não vai aguentar. Mas Deus nos fez perfeitas e pensou em tudo: não nos deixou padecer horrores sem nenhum remédio… pelo contrário! Fez nosso corpo produzir nosso próprio remédio. É dessa forma que a fisiologia do parto tem seu próprio mecanismo de proteção – são as endorfinas.

Continuar lendo “Endorfina no parto: o hormônio da felicidade”

Prostaglandinas: preparando o colo para o parto

No último texto sobre os hormônios do parto falei sobre a ocitocina, o hormônio do amor, que também é responsável pelas contrações da fase ativa do trabalho de parto. Acontece que o colo do útero precisa estar “preparado” para receber essas contrações fortes causadas pela ocitocina, senão é tudo em vão. O responsável por esse preparo do colo são as prostaglandinas, que começam o seu trabalho no final da gestação.

Continuar lendo “Prostaglandinas: preparando o colo para o parto”

A sinfonia do parto

O sistema hormonal do parto pode ser considerado uma orquestra – assim como cada músico tem uma participação e um tempo certo para que a música aconteça, cada hormônio age em seu próprio momento, em uma dosagem estritamente regulada pelo corpo, para que a sinfonia do nascimento ocorra perfeitamente.

Continuar lendo “A sinfonia do parto”

A hora de ouro, momento precioso para a mãe e para o bebê

Se tem uma coisa que me corta o coração, é ver um bebê ser separado de sua mãe, sem motivo, logo após o nascimento.

A mulher passa meses à espera de conhecer seu filho, suporta horas e horas de contrações, enfrenta o círculo de fogo, dá todas as suas forças para ter seu filho nos braços e quando finalmente chega o momento – puf! O pediatra leva a criança para longe.

Continuar lendo “A hora de ouro, momento precioso para a mãe e para o bebê”

O que é uma doula?

Perguntaram ao obstetra Michel Odent por que existe hoje uma demanda por doulas, ao que ele respondeu: “No tempo em torno do nascimento, as mulheres precisam se sentir seguras. Elas precisam do tipo de proteção que é fornecida pela presença de uma mãe. Mas por muitas razões especiais para o nosso tempo, muitas mulheres não podem confiar em sua própria mãe (no momento do parto) e o pai do bebê também não pode ser uma figura materna. É por isso que elas precisam de uma doula.”

Continuar lendo “O que é uma doula?”